A Esperança da Caixa de Pandora

Apesar de todo o caos ela existe!

A vida como ela é

with 12 comments

A vida como ela é. As pessoas como elas são. A verdadeira clareza das situações e das atitudes. Por mais simples que sejam essas afirmações é muito difícil colocar todas em prática, pois possuímos uma tendência natural de criar um universo paralelo em nossa imaginação, no qual sempre somos o astro principal.

Se já não bastassem todas as dificuldades do dia-a-dia, nós ainda temos um campo fértil em nossa mente que distorce a realidade em um cenário cor-de-rosa, puxado para o pink. Enxergar com transparência, idoneidade é uma prova complicada num mundo cheio de arestas mal aparadas.

Até mesmo o mais sábio dos homens pode ficar enredado nas armadilhas das próprias ilusões. Sim, a ilusão é a principal culpada pelo nosso sofrimento, pois ela transforma um fato em uma metáfora qualquer.

Tampar o sol com a peneira e fazer de conta que não viu ou ouviu não é a solução para os problemas, muito menos viver como se fosse uma estrela única e absoluta na constelação universal. Porém, infelizmente, algumas pessoas se sentem felizes vivendo dentro de mentiras bem elaboradas e com requintes de sofisticação.

Afinal, quem não quer um mundinho perfeito onde todas as nossas vontades são realizadas? É tão gostoso ser mimada, bajulada e ter todos lambendo seus pés a sua volta. O único detalhe é que isso não passa de uma ilusão, artimanha da vaidade, mais um artifício dos hipócritas.

Se iludir ao ponto de acreditar nas suas próprias mentiras e nas mentiras alheias somente para alimentar o ego é o caminho mais rápido para a desilusão. E isso é tão certo quanto dois e dois são quatro!

Mesmo que a verdade seja dolorida é mil vezes preferível estar a par das coisas como elas são do que viver numa fantasia. A “Terra do Nunca” só é bonita e divertida nos contos infantis.

Na vida real ela pode ser muito amarga quando as máscaras começarem a despencar das faces, quando as cortinas de mentiras forem arrancadas dos palcos e o nevoeiro for dissipado na estrada.

Quando tudo isso acontecer, tudo a sua volta irá desmoronar feito castelo de areia na beira da praia e o único companheiro ao seu lado será a tristeza. O que os outros sentirão? Pena! Sim, a inevitável piedade hipócrita da sociedade.

Por isso, procure enxergar a vida como ela é. Olhar as pessoas como elas são. Vivenciar as situações de forma realista, sem adjetivos. Só sujeito, verbo e complemento. Lembre-se que o nosso mundinho também tem tons de cinza e isso não é vergonha para ninguém. Ruim mesmo é acreditar que existe um mundo todo pink. Isso sim é muito brega. É deprimente!

Anúncios

Written by Babi Arruda

03/02/2012 às 09:36

12 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. E quando as ilusões nos deixam ver tudo da pior forma possível? Seria legal um texto sobre isso…

    Alessio Esteves

    03/02/2012 at 09:51

    • Isso seria a psicologia inversa do estado ilusório. É uma outra visão bem interessante. Vou trabalhar o assunto 😉

      Bjsss

      Babi Arruda

      03/02/2012 at 10:01

  2. Antes a vida como ela é do que o sonho que só a gente enxerga.

    Grande, grande Babi Arruda! ^^

    Flah Queiroz

    03/02/2012 at 10:55

    • Exato sobrinha. O sonho de um sonho não tem significado no real 😉

      Bjsss

      Babi Arruda

      03/02/2012 at 12:31

  3. Pois é, coincidência da época de carnaval a parte, não é a toa que gostamos de usar máscaras, além de serem lindas por fora, dá uma pitadinha de fantasia na realidade. O problema é que temos que lembrar de quem somos, pois inevitavelmente um dia, as máscaras irão cair!… rs

    Dani

    03/02/2012 at 12:55

    • Não existe fuga, pois esta tb é ilusória 😉

      Bjsss

      Babi Arruda

      03/02/2012 at 13:58

  4. E o que está acontecendo também com essas redes sociais é interessante: encontramos pessoas que constroem imagens (perfis) de si mesmas – perfeitas, boas, encantadoras, etc – enquanto na “vida real” elas são bem diferentes. É um dos ‘fascínios’ destas redes, que apenas potencializam certos comportamentos já existentes.

    Bom tê-la escrevendo novamente, moça! 🙂

    Jaime Guimarães

    03/02/2012 at 13:37

    • Ahhh mas esses amigos são personagens de si mesmo.

      Gosto mto de você por aqui. Obrigada ^.^

      Beijão

      Babi Arruda

      03/02/2012 at 13:59

  5. Muito bom começar a semana lendo os seus escritos, estava com saudades bjs

    katia

    06/02/2012 at 11:46

    • Obrigada tia…é uma honra para mim ter a senhora como leitora assídua ^.^

      Beijão

      Babi Arruda

      06/02/2012 at 12:12

  6. Quais não são as cores que carrego comigo e que desenho a caminhada? Quais sentimentos não levam o meu próprio nome? A vida como ela é fala da vida como eu sou. Carrego no bolso da Alma, muitos óculos de muitas cores, em que as troco conforme as conveniências do coração. Quando ele se incomoda, engana, amarga, fere, sofre ou sangra, são as de vidro turvo com que sei das paisagens e dos reflexos de dentro. E quando coração voa, dança, cria, ama e amém, mudam-se as lentes também. 😉

    Guilherme Antunes

    09/03/2012 at 13:03

    • A vida como ela é é apenas um clichê humano e igualmente fascinante 😉

      Obrigada pela visita!

      Beijão

      Babi Arruda

      09/03/2012 at 13:30


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: