A Esperança da Caixa de Pandora

Apesar de todo o caos ela existe!

Insanidade lúcida: um ensaio sobre a loucura

with 24 comments

Não adianta negar, camuflar a realidade, disfarçar com palavras rebuscadas e discursos categóricos: você também é neurótico. Sim, todos nós somos doidos de pedra e sim, todos nós precisamos fazer terapia, incluindo os próprios terapeutas. Lógico, haja mente sã para agüentar tanta loucura.

É irrefutável a mania e o descontrole que temos ao criar universos paralelos em nossa mente. Uma imaginação fértil é capaz de produzir a próxima guerra mundial e iniciar de vez uma revolução armada no mundo de Pollyana.

Não quero parecer uma pessoa vazia que utiliza a insanidade humana como desculpa esfarrapada para eximir de culpa a incapacidade coletiva. Mas contra fatos não há argumentos: não usamos nem 10% de nossa capacidade mental e muito menos estamos habilitados a lidar com tamanha complexidade.

Porém, o grande barato de tudo é que somos loucos que não assumimos a nossa loucura. Inventamos regras, status e palavras para mascarar nossas neuras e se justificar perante a sociedade. Nada mais insano que isso!

Existe o universo e o universo paralelo, aquele que só a nossa imaginação conhece. Acho que se lidássemos somente com o real não suportaríamos as pressões e nem saberíamos lidar com as cobranças e as expectativas.

Apesar de parecer simples querer ser verdadeiro e tratar com a verdade é a melhor opção para a vida, pergunto eu: qual verdade é absoluta? Tudo é relativo, subjetivo, um grande superlativo das ideias originais.

Possuímos uma fábrica de ilusões e alusões em nossa cabeça. As esperanças são baseadas em conceitos pré-moldados que ao longo do tempo sofrem ajustes para se adaptar ao momento de agora. Nada é visto pela sua natureza, mas sim com uma roupagem inventada dos nossos desejos.

A necessidade é apenas um coadjuvante na história que poderá, talvez, ter sua vontade suprida. Vale lembrar que a imagem que temos de nós mesmos é distorcida e fragmentada. Numa casa de espelhos vemos nossas múltiplas personalidades tão evidentes que acreditamos serem falsas.

Debater sobre a neurose e querer entender o quanto ela está enraizada em nossas atitudes é um exercício no qual o processo é muito doloroso. Tem que ter uma mente sã (sem demagogia) para suportar as descobertas.

Mas o pior de tudo é possuir uma insanidade lúcida, aquela que corroe a alma atrás de respostas, atormenta a mente com quebra-cabeças e maltrata o coração com angústias e momentos de solidão. Um ensaio sobre a loucura. Nada mais insano que isso!

Anúncios

Written by Babi Arruda

27/04/2011 às 12:17

24 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Eu sou neurotica, nunca neguei isso e convenço os outros do meu universo…

    Naya

    27/04/2011 at 12:33

    • Sim, vc é minha gêmula. Nunca duvidei que faria ao contrário kkkkkkk

      Babi Arruda

      27/04/2011 at 13:13

  2. Oi, meu nome é Flávia (Todos: Oi, Flávia.) … e eu possuo essa tal insanidade lúcida, aquela que corroe a alma atrás de respostas, atormenta a mente com quebra-cabeças e maltrata o coração com angústias e momentos de solidão. Desculpem.

    Tia, você é foda! (Tentei outra palavra, mas essa é perfeita.)

    Flah

    27/04/2011 at 12:38

    • Sobrinha,

      Não existe nada em vc que já não tenha passado em mim primeiro. Já disse que somos unas!

      Beijos

      Babi Arruda

      27/04/2011 at 14:08

  3. Todos somos loucos. Todos temos nosso devaneios.
    Pra mim, o mundo pertence aos que se assumem. E só.

    @amanda_arm

    27/04/2011 at 14:39

    • Não teríamos como viver sem devaneios. Nossa mente não suportaria a realidade. Vivemos num paradoxo. Só e coletivo 😉

      Babi Arruda

      27/04/2011 at 14:46

  4. Querida Babi,

    Sou jornalista, mas confesso ser psicanalista frustrada, rs. Seus textos sempre me remetem um pouco ao que Freud e Lacan acreditavam, e no que eu acredito. Segundo Freud, existem três tipos de personalidades: os neuróticos, os perversos e os psicóticos. Os dois últimos são desvios e transtornos nada bacanas que um ser humano pode ter.

    Nós, as pessoas normais, somos conhecidas como neuróticos. E nada melhor do que tentar suprir as angústias, os buracos e as tristezas da vida. Esse é o neurótico. As ilusões servem de suporte para agüentarmos e lidarmos com essa realidade na qual topamos como pedra no sapato todos os dias.

    Adorei o texto e me perdoe se me estendi no comentário.. achei que valia. rs

    Beijo enorme!!!

    Rita de Holanda

    27/04/2011 at 14:40

    • Querida Rita (de Chico, quero dizer, de Holanda rs),

      Sou jornalista e tb confesso ter um pé na psicanálise rs

      O engraçado de tudo é que conheço mais as teorias de Jung, mesmo pq meu terapeuta é Jungiano. O que Freud diria sobre isso? Camisa de força para mim?! rsss

      Mas é bem isso que vc disse: existem três tipos de loucuras. Só precisamos ter a loucura saudável, a lúcida. As patologias não podem ser despertas.

      Comentário lúcido nunca é demais. Volte sempre e encha essa caixa de esperanças 😉

      Beijão

      Babi Arruda

      27/04/2011 at 14:58

  5. Olá, Babi! Ultimamente tenho pensado bastante neste assunto e foi bem interessante ter encontrado no teu blog esse post. Acredito sinceramente que somos feitos dessa loucura e precisamos acreditar que ela é real, precisamos ter onde apoiar nossas idéias para identificarmos nossa própria personalidade, ou nossa noção de quem somos, dentro do universo de infinitas facetas que é esse viver social.

    Somos feitos dessa loucura lúcida para nosso próprio bem.

    Parabéns pelo blog!

    @liliflath

    27/04/2011 at 16:47

    • Sem esta loucura lúcida não teríamos como sobreviver, nossa mente entraria em colapso.

      Muito obrigada querida e volte sempre, A Caixa é sua =)

      Bjs

      Babi Arruda

      10/05/2011 at 15:41

  6. A loucura é a coisa mais normal que existe hoje em dia… Aquele que diz não ser louco é no mínimo um louco que acabou de se descobrir como tal, então não aceitou ainda e finge ser normal…rsss

    Thiago Peixotp

    27/04/2011 at 22:37

    • E muitos fingem ser normais. É natural essa loucura toda kkkkkk

      Vc anda sumido…fico brava e triste qdo vc não aparece por aki =P

      Babi Arruda

      10/05/2011 at 15:38

  7. “Senti o sabor da alegria, vivei, bebei, ilustres iniciados nos mistérios da Loucura!” Erasmo de Roterdã, “Elogio da Loucura”.

    O nosso velho Erasmo já saía em defesa da Loucura – personificada como uma “deusa” de uma forma um tanto irônica, por que não? – e satirizando a “razão”, ou, como se diz hoje, os “certinhos”. Ouvi um comentário do filósofo-provocador Luís Felipe Pondé por estes dias em que ele dizia justamente para que tomássemos cuidados com os “certinhos”.

    Porque as neuroses estão aí e potencializadas com uma alta carga de estresse e doses maciças de informação vindas por todos os lados das quais não sabemos, muitas vezes, como lidar. E perde-se o controle, e isso pode ser uma neurose – eu sei que é porque isso ainda é trabalhado na terapia hahaha

    “Dizem que sou louco/por pensar assim/ mas louco é quem me diz/ que não é feliz”. Arnaldo Batista

    Bj

    Jaime Guimarães

    27/04/2011 at 23:00

    • Vc foi enlouquecedor no seu comentário querido…adorei kkkkk 😉

      Bjs

      Babi Arruda

      10/05/2011 at 15:39

  8. Também sou neurótico; faço terapia regularamente, em mesas de bares prosaicos; rs.

    Excelente texto, sobretudo humano.

    Bj, mocinha linda. =)

    Ricardo Novais

    27/04/2011 at 23:48

    • Hahahaha terapia boa essa sua hein?

      Obrigada querido =*

      Babi Arruda

      10/05/2011 at 15:37

  9. Loucura é achar que é são.

    Chatice é ser são.

    alicia

    28/04/2011 at 22:08

    • E graças a Deus eu não sou sã.

      Obrigada pela visita, uma honra vc por aki 😉

      Babi Arruda

      10/05/2011 at 15:36

  10. Escrever nossas mazelas de um jeito tão poético é privilégio de poucos. Já te disse isso, mas vou repetir, tu tem o dom de ler minha alma.

    Saudades, Diva!

    Wanessa

    29/04/2011 at 14:27

    • E só você para me deixar vermelha minha Diva ^.^

      Saudade tb!

      Babi Arruda

      10/05/2011 at 15:35

  11. O que eu sempre digo sobre a vida é que ela é para ser vivida. Se for pensada, a gente enlouquece e acaba em suicidio. Por isso minha teoria do presente precioso. Babi, tu n acha martirizante fomentar esse tipo de pensamento?
    Acredito, depois de muitos anos de prática, que impingir esse tipo de pensamento ao nosso cérebro é de uma penosidade e tristeza dificilima de aguentar.

    Zucco

    11/05/2011 at 12:58

    • Não é impor esse tipo de pensamento ao nosso consciente, isso é um fato. Todos nós somos neuróticos em alguma instância, isso são mecanismos que o cérebro cria para a própria sobrevivência. Loucos sim, porém lúcidos 😉

      Babi Arruda

      12/05/2011 at 11:18

  12. Oiee Babi!
    Confesso q não lhe conhecia,foi procurando algo sobre lobos em pele de cordeiro q surgiu seu blog,onde entrei e me senti mt em casa,tamanha sua simplicidade em escrever/descrever sentimentos tão complexos embora sejam ditos simples.
    Tornei-ma fã,rs,pelo q li e tb pq tenho 1 linda filha tb Babi(Bruna).
    Talvez seja esse 1 outro elo…como saber?
    Já vou communicando q postei o texto sobre lobo em pele d cordeiro no meu perfil no Facebook,td devidamente respeitando sua autoria,data e nome d blog.
    Se quiser conferir é só me procurar:Gisele Rainho,ao seu dispor!
    Vc tem Fb?Onde mais encontro as maravilhas q aqui encontrei?
    Gostaria d receber suas atualizações,deixei marcado a opção,será q vou receber td q vc postar?
    Bom,sucesso e inspiração sempre,adorei mt o q li…voltarei sempre!
    Bjão

    Gisele Rainho

    18/11/2011 at 15:09

    • Olá Gisele,

      Fico muito feliz em saber que vc gostou tanto dos meus textos. É muito gratificante ver que um trabalho atingir seu objetivo =)

      Fique a vontade para postar qualquer texto, contanto que dê os crédito…está tudo certo kkkkkk

      Tenho facebook sim….está como Babi Arruda e no twitter é @Babiarruda. Tb fique a vontade para ler as besteiras que escrevo nas redes sociais kkkkkk

      Por hora estou só com o blog. Até o ano passado mantinha uma coluna no portal da TV Tribuna. E ainda digo que ando meio relaxada no último mês pq não postei nada no blog…pura falta de tempo e confesso até que um pouco de desânimo em relação ao meu querido e amado jornalismo, porém pessoas como vc acabam me dando um novo gás e acreditando que minhas palavras rabiscadas não são em vão.

      Se vc marcou a opção de receber as atualizações vc irá receber!

      Por isso, muito obrigada pelas suas palavras e fique a vontade, tire os sapatos e encoste confortavelmente no sofá… a Caixa de Pandora é sua 😉

      Beijão

      Babi Arruda

      18/11/2011 at 15:35


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: