A Esperança da Caixa de Pandora

Apesar de todo o caos ela existe!

Responsabilidade das palavras

with 6 comments

Antigamente a palavra de um homem era o que ele possuía de mais valor. Se ele cumpria o que dizia era considerado uma pessoa honrada, de princípios. Se não, perdia toda sua credibilidade perante a sociedade.

Época de ouro onde podíamos confiar no próximo. Não eram só palavras vãs e cuidadosamente articuladas para passar uma imagem de bom cidadão. O que era dito tinha peso e responsabilidade, um compromisso com a verdade e uma imensidão de significados e significantes que tocavam a alma.

E hoje, o que temos? Como andam as relações afetivas e de amizade? É uma lástima falar sobre isso porque não tem o que dizer. Um monte de palavras sem importância, frases decoradas, discursos rebuscados para fazer bonito e ser politicamente correto.

O verdadeiro sentido foi perdido no tempo e hoje a palavra de um homem vale tanto quanto uma moeda de um centavo. Não há o que fazer. O mundo se perdeu nas suas próprias artimanhas de glória e poder, desqualificando o homem moderno, fazendo de sua boca um instrumento em descrédito.

Tais afirmações não são injustas ou infundadas. O que vemos diariamente é o absurdo das ações sem noção das consequências e a simples falta de responsabilidade nas palavras. Tem gente que fala “eu te amo” como se fosse bom dia e acha que está tudo certo. Sem critério ou juízo.

Fora as histórias realistas tão intensamente elaboradas sobre doces mentirinhas que não fazem mal a ninguém. Um pluralismo de ilusões e desilusões governa as regras da sociedade que tem seus valores deturpados e suas leis elásticas para favorecer pequenos grupos elitizados.

Onde está a responsabilidade de cada um? Onde foram parar os valores reais e a ética? Esquecidos num canto escuro da consciência egoísta e primitiva? Ou então simplesmente foram ignoradas, colocadas em desuso porque elas não combinam com o novo estilo de vida do homem moderno?

O que se diz não vale mais nada. Só se for escrito, assinado com firma reconhecida e registrado em cartório. As idéias são questionadas, as convicções colocadas em dúvida e a transparência desprezada ou entendida como superficial. O homem não vale mais nada. O livre arbítrio anda equivocado. A responsabilidade está em segundo plano e a palavra honrada é apenas um adereço no consciente humano.

“Eu te amo” não é bom dia!

Anúncios

Written by Babi Arruda

27/01/2011 às 10:32

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Não concordo muito com isso. Eu penso que hoje, assim como no passado, a palavra de um homem é o que mais vale. Mas no passado, assim como hoje, existem pessoas que não dão o devido valor a ela, porém, não sofrem as mesmas conseqüências que sofreria no tempo do : “eu resorvo é na pexeira”. O que certo é certo, sempre foi e sempre continuará sendo, cabe a nó saber discernir onde há credibilidade e onde há conversa de malandro.

    Thiago Peixoto

    27/01/2011 at 12:02

    • Assinei embaixo.

      Jéssica Nicole

      28/01/2011 at 09:20

    • Tb não concordo mto com isso, mas infelizmetne o que tenho visto é um descrédito mto grande no poder da palavra dada.

      Minha palavra tem valor. É assim que levo e sempre levarei minha vida, mas o mundo está andando por caminhos tortors ultimamente!

      Bjs

      Babi Arruda

      28/01/2011 at 09:25

  2. O amor, na verdade está em toda a parte. Deveríamos respirar E EXERCER o amor.

    Quem ama, não precisa dizer. Está ali. Quem precisa dizer, talvez tenha dificuldades em expressar o amor. Quem precisa ouvir, ENTÃO! Este é o pior!! Carência só se cura no psicólogo…

    Eu digo MUITO que amo, não porque eu preciso, mas sou destas de divulgar o que realmente precisa ser lembrado. Eu digo para quem eu quero bem, digo para a pessoa que está ali ao meu lado e amanhã pode não estar. Se me distancio, é porque não amo mais? Não. O amor é onipresente e não acaba.

    Posso me afastar da pessoa e continuar amando… posso me decepcionar e isso não vai me fazer deixar de amar. Eu digo eu te amo, junto com um bom dia. O que as pessoas não entendem é quem pode amar o que não se conhece ou o que nunca se viu? Eu amo, porque está dentro e precisa sair.

    Jéssica Nicole

    28/01/2011 at 09:19

    • Vc disse uma verdade: as pessoas não exercem o amor e depois se apegam a sentimentos fulgazes achando que isso é amor. Como se diz no twitter, amor é outra coisa kkkkk

      Adorei seu comentário. Acho que vc colocou as coisas de uma forma muito mais simples do que eu. Muito obrigada pela colaboração querida =)

      Beijos

      Babi Arruda

      28/01/2011 at 09:36

  3. Concordo plenamente, totalmente, irrestritamente.
    É assim que estamos hoje mesmo, a sociedade está valorizando a casca, ao invés da popa. O livro julgado pela capa, literalmente (com o perdão do trocadilho).
    Resta uma pergunta: Há possibilidade de resgate para uma sociedade exteriorizando um conteúdo que não possui?

    fabio

    07/02/2011 at 15:10


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: