A Esperança da Caixa de Pandora

Apesar de todo o caos ela existe!

Proteção da essência

with 6 comments

Por mais que se enalteça a verdade em todos os seus aspectos e preze a prática de todas as situações transparentes, sem lapsos de mentiras, dificilmente um indivíduo consegue viver em sociedade sem máscaras. Ela é uma proteção para a porção frágil de nossa essência.

 

Como mostrar sem barreiras todas as dimensões complexas do nosso eu real? O risco de ser machucado, maltratado ou até mesmo ser colocado em confronto é algo que assusta muito, impossibilitando a sobrevivência pura e simples da nossa existência.

 

Os paradigmas sociais existem e são tangíveis e não adianta disfarçar com discursos utópicos do ideal. Pessoas que dispensam o uso de máscaras sofrem muito e com tempo acabam sendo isoladas de seus grupos, núcleos e por fim, amargam a desilusão sozinhas, descrente de sonhos possíveis.

 

O disfarce é conveniente, uma auto-proteção ao “eu” que é o centro da consciência superior, onde a total clareza da personalidade sem máscaras está. Os pensamentos e sentimentos aí são puros e livres de qualquer metáfora ou eufemismos. O ser pelo ser pleno e sem falsos adjetivos.

 

Por isso, a necessidade do ego se manter no controle de determinados acontecimentos é imprescindível. Ele é a consciência inferior do que pensamos e sentimos, uma camada que aliado a persona faz com que as pessoas não deixem sua essência a mercê de mágoas e aborrecimentos.

 

E no meio dessas confusões de máscaras e persona corre-se o risco do ego se super valorizar e virar um superstar com direito a ataques histéricos de estrelismo descontrolado. Esse é um momento que ele transcende a personalidade e se transforma em celebridade.

 

Quantas pessoas não vemos por aí imersas nas suas próprias vaidades, se alimentando de elogios, desejosas cada vez mais de massagem no seu ego? Estas são aquelas que possuem a máscara muito apegada a face, colada, pregada, sendo muito difícil de tirar. É praticamente impossível saber quem são essas pessoas realmente, pois tudo está escondido sob o disfarce da persona projetada como a única realidade.

 

Desse jeito, o sofrimento também se constata porque não existe o sentimento real, mas somente aquele interpretado, personificado. A pessoa passa a ser uma caricatura mal rabiscada, uma personagem de si mesma, presa a roteiros de teatro amador.

 

O equilíbrio é complicado de ser alcançado. Os desejos são constantes, as tentações são inúmeras e os mecanismos de gatilho estão a disposição. A nossa psique é complexa e a vida nos testa todos os dias para sermos seres humanos melhores. E assim deixo a pergunta: até que ponto é possível ter uma máscara social para auto-proteção e não deixá-la no rosto tempo suficiente para se perder em devaneios do ego?

Anúncios

Written by Babi Arruda

28/10/2010 às 10:43

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Me sinto num baile de mascaras dentro do onibus, nas ruas, em todos os cantos…Penso não estar vestindo a minha, mas por certo é um engano, todos temos alguma, espero dominar esse equilibrio…;)

    Thiago Peixoto

    28/10/2010 at 14:03

    • Infelizmente a ausência de máscaras é algo impraticável na sua totalidade, mesmo pq precisamos preservar o nosso eu. Encarar tudo de cara limpa pode comprometer nossa existência 😉

      Babi Arruda

      29/10/2010 at 09:14

  2. Todos usam máscaras, mas infelizmente grande parte não sabe onde fica o ponto do equilíbrio e acabam por se transformar em personagens, na maior parte das vezes desagradáveis e sem escrúpulos. Bom eu acredito que estou no equilíbrio .. E ando nos últimos tempos praticamente sem máscaras …

    Carla Cavalcante

    28/10/2010 at 17:09

    • A ausências de máscaras é uma utopia, infelizmente. Todos nós usamos uma, mesmo aqueles que lutam pelos direitos da autenticidade. Mas o que vemos hoje em dia é um baile de máscaras. Aí fica difícil ver as pessoas como elas realmente são =/

      Babi Arruda

      29/10/2010 at 09:17

  3. A já ia esquecendo … para os seres que só conseguem viver através de massagens no ego .. o meu remédio é PORRADA!! HAHAHAAHHAHA Odeioo gente assim!!!

    Carla Cavalcante

    28/10/2010 at 17:10

    • Hahahaha essa foi a frase que deu origem a este artigo ^.^

      Babi Arruda

      29/10/2010 at 09:18


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: