A Esperança da Caixa de Pandora

Apesar de todo o caos ela existe!

Embora por hora

leave a comment »

Eu sei que não há condições. Conheço suas limitações e as minhas intolerâncias. É triste, mas esta é a verdade explícita sobre nossa história. A negação não encontrará uma saída satisfatória para os nossos impasses. Embora por hora exista o desejo, por favor, bata a porta ao sair.

Não lamente querido. Não há necessidade disso. Deixe para lá essa desventura que eu também não lamentarei os infortúnios do seu coração covarde e da minha mente impaciente. As lágrimas derramadas não servirão para nada além de acentuar as marcas do tempo.

Não tenho ilusão de um final feliz e nem nunca tive. Apenas sonhei sozinha os acontecimentos do meu fantástico imaginário, você nada teve a ver com isso e nunca terá até porque você não gosta de fantasias reais e se esconde atrás dos diversos personagens. Criações de personas temos em comum, mas com a diferença que minha máscara não está pegada a face.

Pois é. Mais nada a dizer ou para contar. Já foi tudo contado em fábulas, em contos, em prosas sem rimas. Divagações rejeitadas, palavras sem sentido e frases com muita relevância me fizeram despertar para a realidade que estava ali amostra, porém ignorada por um pequeno detalhe logístico.

Mas agora isso não mais importa e nunca teve a importância no qual eu achava que tinha. Gostaria de manipular os fatos, distorcer as verdades. Eu só preferia não saber. Paciência, agora já foi. Não vou me abalar com vulgaridades inocentes.

Você achava que eu dizia apenas metáforas. Eu só usava eufemismos para não confundir sua memória. Você não entendeu e se omitiu, usou discursos sarcásticos e irônicos para negar o que hoje é uma realidade incontestável. Sim, me incomoda. Eu não pensei que fosse incomodar. Uma brincadeira de mau gosto do destino.

Isso prova que a gente só conhece a reação das coisas quando elas realmente acontecem. A teoria é muito cômoda e burocrática. Nada como uma pequena faísca para causar um incêndio. Mas fique tranqüilo que isso passa, embora por hora criou-se uma lacuna de decepção.

Amanhã vai ser um dia difícil, eu sei que vai. Não sei dar sorrisos amarelos e nem cumprimentos politicamente corretos, mas a filosofia do cotidiano andará comigo na praia de mãos dadas. Iremos ver as ondas do mar indo e vindo. Levando embora os equívocos e trazendo de volta a serenidade.

As coisas são como são e não cabe a mim ou a você julgá-las. Assim, aconteceu. Embora por hora não fosse o plano. Isso passa. Dê-me apenas 48 horas para digerir os fatos. Pensei estar acima desses sentimentos mundanos. Errei o prognóstico. Desculpe, não sou perfeita, mas gosto de você mesmo assim.

Não quero falar mais sobre isso. Esta realidade não me pertence. Vamos falar de você. Quero ouvir suas histórias, estar perto do seu mundo. Você é um amigo especial. Sorria e lembre-se que embora por hora exista uma leve sombra no olhar, a afinidade das nossas gargalhadas são gostosas demais para serem desprezadas e isso não tem preço nem tempo.

Anúncios

Written by Babi Arruda

27/01/2010 às 23:17

Publicado em Crônicas

Tagged with , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: