A Esperança da Caixa de Pandora

Apesar de todo o caos ela existe!

Sem nexo

leave a comment »

nexo

Sinto sensações que não são minhas.

Vejo o que não é tangível.

Falo o que não posso.

Sou o que não deveria ser.

Não sei de mim.

O ar submerso.

Gritos, choros, exaustão.

O menino ao meu lado chora,

E estou de mãos atadas pelo destino.

Os inimigos gargalham.

Vou ao encontro da indiferença do ser alheio.

Tragédia é comédia.

O fim caótico da humanidade.

Estou anestesiada com traições de mim.

Sentimentos difusos em um único ideal.

Distância tão perto,

A saudade apertando o peito.

Como posso me livrar desse sentimento?

É tudo muito injusto, sem coerência.

Como posso difundir-me em duas.

Revela-se para mim num simples olhar!

Perdida em lembranças perdidas apenas.

Há alguma coisa consumindo meu coração

Será solidão? Talvez…

Medo? Possivelmente…

Suspiro!

Quão falta de sentimento, que frio!

Quando lembro teu sorriso, meu coração fervilha, mesmo triste e magoado…

A vida tão rameira e disponível.

E o futuro não olha mais para mim.

Escrevo consciente nas dimensões do meu inconsciente.

Tudo besteira!

São apenas palavras dispersas pelo ar.

E num entardecer de outrora, tudo parece sem nexo.

 

*Publicado em 12/05/2009

Anúncios

Written by Babi Arruda

27/10/2009 às 18:16

Publicado em Poesias

Tagged with , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: