A Esperança da Caixa de Pandora

Apesar de todo o caos ela existe!

A donzela invisível

leave a comment »

gulab

Hum, que delícia um chocolatinho quente naqueles dias frios ou então aquela caixa de bombons no famigerado período da TPM. Também tem aquela deliciosa feijoada no sábado à tarde no boteco de esquina junto com os amigos e umas caipirinhas. Pensando melhor, tem aquelas panquecas no almoço de domingo feito pela mamãe que para arrematar o dia, ainda faz aquele pavê de chocolate (é claro!) que é uma loucura.

Nossa, devo ter engordado uns 10 kg somente para escrever este parágrafo. No final do artigo vou estar parecendo a Dona Redonda porque não existe um pecado mais “pecaminante” que a gula. Ela está no dia-a-dia de qualquer pessoa, de qualquer classe social ou faixa etária.

Ela é tão recatada que muita gente esquece que ela existe! Ela está ali, no cotidiano, convivendo intimamente com cada um. Costumamos não dar ibope para esta donzela invisível, e é nisso que ela tira seu proveito. É aí que ela ganha peso!

Sabe aquele desejo desenfreado por alguém ou aquela vontade louca de ter alguma coisa?! Então, isso é a cobiça obsessiva, o alter ego da gula. Sim, pois ela não é só desatinada por doces e pastéis suculentos, mas também por querer ter aquilo que está além de sua jurisdição.

É a famosa donzela que não está contente com que tem, nunca está satisfeita com as coisas e as pessoas. Sempre ávida, sempre sedenta, vivendo na açucarada ilusão de querer mais do que necessita para viver, seja esse anseio por comida, bens materiais ou sentimentos.

Por isso, devemos tomar muito cuidado com o termo egoísta, pois ele não é simplesmente o adjetivo no qual te torna mesquinho, mas sim um cobiçador. Pessoas egoístas não têm repulsa somente em compartilhar aquilo que tem, elas também têm ojeriza a se contentar com que possui, buscando por algo a mais, podendo até esbarrar na prima de primeiro grau: a inveja fura olho!

Existe uma linha tênue entre determinação e obsessão, não porque somos ignorantes e desconhecemos o significado das palavras, mas porque preferimos cobrir os olhos com o véu do eufemismo para os nossos defeitos ou então mascaramos sua conotação para nos sentirmos menos culpados.

Desejo insaciável é a definição mais coerente para a gula, pois reflete exatamente o sentimento humano da insatisfação. E depois de muito pensar chego a conclusão que toda a humanidade é insatisfeita, salvo raríssimas exceções como Gandhi, Sidarta Galtama e Jesus Cristo.

Como eu adoro ditados populares vai mais um para enriquecer este artigo: Quem tudo quer nada tem! Uma frase simples, normal, sem rebuscamentos, firulas e rapapés traduzindo toda a complexidade do termo gula e ampliando de forma generosa suas subdivisões e oscilações.

E digo mais: a culpa é do sistema! A culpa é dos marketeiros, dos publicitários e também porque não dos jornalistas?! Sim caros leitores, são eles os culpados, os responsáveis por esta imagem do ter ao invés do ser. Jogam diariamente nas nossas mentes o quanto podemos adquirir sem ao menos termos a necessidade de consumir.

Essa mídia barata, quer dizer, milionária que atrofia nosso bom senso e ridiculariza nosso julgamento. Este “cirque de soleil” de informações subliminares que invadem nossa casa, nosso coração, nossa alma distorcendo valores e camuflando a realidade.

“Bebida é água, comida é pasto. Você tem sede de que?! Você tem fome de que”?! Por isso, coma chocolates minha pequena, se lambuze, se enfastie, se delicie, mas assuma sua gula em todas as suas vertentes, pois os marketeiros são lobos maus, mas você também não é nenhuma donzela virginal.

*Publicado em 05/04/2008

Anúncios

Written by Babi Arruda

22/10/2009 às 01:07

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: